Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

barulho de fundo

barulho de fundo

Sab | 06.07.24

Mãe de rapazes

Se não fossem meus… eram meus.

Maria Delgado Carvalho

IMG_0001.jpeg

No auge da minha adolescência, aos 16, 17 anos, e antes de ser mãe, decidi que ia ter 7 filhos. Como a minha avó materna. 
Bastou ter o primeiro, para perceber que isto de ter filhos não é para quem pode, é para quem quer. Fiquei-me pelo segundo.

 

No geral, os filhos são maravilhosos.
Mas os rapazes, os meus em particular, são muito mais do que isso.
E é nas entrelinhas que eles dão cartas.
Quais príncipes, cavalheiros, super-heróis... quais quê.
Os meus filhos superam tudo. E sou-lhes diária e eternamente grata por isso.

Grata por me proporcionarem a frequente sensação de tábua molhada, quando me sento na sanita.

Mas, essencialmente, grata por se empenharem tanto em ensinar-me a fazer xixi de pé.


Grata por me deixarem legos e brinquedos diversos, espalhados no chão, para eu massajar os pés quando estou descalça.


Grata por nunca fazerem a cama, nem me deixarem fazer.

O motivo é que logo à noite vão ter de a desfazer novamente.


Grata por nunca desistirem de me lembrar que o YouTube é para ver no telemóvel, nunca na televisão.


Grata por me fazerem ter, com a língua brasileira, uma interação permanente e a um nível de decibéis considerável.
Só assim consegui, finalmente, dar uns toques na aprendizagem da língua.


Grata por estarem sempre a discutir um com outro, por tudo e por nada.
Tenho aprendido os melhores e os mais brilhantes argumentos de defesa.


Grata pela distribuição de meias com chulé, nos sítios mais recônditos da casa. Debaixo da cama, dentro da gaveta das tralhas, por detrás do aquecimento de parede, debaixo do sofá, do tapete, na salamandra. Atrás do frigorífico.

Muito grata, mesmo, porque me lembram que estes sítios também têm de ser limpos... de vez em quando.

Grata, muito grata. Por ter de os lembrar constantemente que tomar banho, lavar os dentes, usar desodorizante e pentear o cabelo, fazem bem e recomendam-se.

 

Grata por ser mãe de rapazes. 
Físicos.

Desajeitados.

Aluados.

Eternamente meninos da mamãe. Que por acaso até sou eu ❤️.